Dança do ventre e a temida "barriguinha"

Olá!!!
Hoje estarei falando um pouco sobre a tão temida “barriguinha” da dança do ventre. Afinal... essa é uma pergunta que não quer calar certo? Dança do ventre dá ou não dá barriga?


É claro que NÃO!!!

Li muitos artigos sobre isso e em nenhum deles encontrei algo dizendo que a dança do ventre dá barriga, apesar de muita gente dizer por aí o contrário.

A dança do ventre trabalha bastante a musculatura abdominal enrijecendo-a. Além disso, é uma atividade aeróbica que queima muitas calorias e pode até emagrecer dependendo, é claro, da freqüência e intensidade de suas aulas. É uma atividade que melhora a postura corporal distribuindo de maneira mais correta o peso e mudando as curvas do corpo.

Esse mito de que a dança do ventre dá barriga pode ter vindo do padrão de beleza do povo árabe, onde surgiu essa dança. Eles gostam de mulheres mais "cheinhas", com corpo forte e robusto.

Ao contrário é o espectador europeu e americano, incluindo o brasileiro. Por estarem mais próximos dos ideais estéticos ligados ao ballet, preferem as bailarinas com corpo esbelto, magras e definidas. Mas, com certeza, os movimentos da dança do ventre estão mais de acordo com um corpo, não obeso, mas digamos... "cheinho". Isso não quer dizer que mulheres magrinhas não podem ou não conseguem dançar. Todas nós podemos e devemos experimentar essa dança que é só nossa. E maravilhosa!

Eu particularmente já assisti apresentações com bailarinas mais gordinhas que dançavam muuuuuuuuiiiiittoooo. Coisa de cair o queixo de qualquer um mesmo, mas também já vi algumas bailarinas de corpo escultural que não dançavam tanto. Não encantavam, não tinham aquele brilho no olhar, simplesmente dançavam, mas sem aquela magia que hipnotiza o público.

Bom, mas o importante é que dança do ventre meninas, não dá barriga ok? Aliás, o que dá barriga é comer demais e não malhar certo?

Mas... e homem? Homens também praticam essa dança?

Bem, antigamente, a dança era utilizada para teatralizar as coisas da vida como a caça, pesca, trabalho na lavoura, os animais e os fenômenos da natureza como a chuva, o mar, as plantas... Essa era a época do matriarcado em que a mulher tinha um grande poder e era extremamente respeitada. Isso acontecia porque, naquela época, as pessoas viviam dos bens vindos da terra e acreditavam em vários deuses. Um deles era a deusa da fertilidade, uma das mais reverenciadas pois representava a fertilidade da terra e da mulher. Portanto, quem reverenciava essa deusa eram somente as mulheres, somente elas.

"A mulher, assim como a terra, recebe, gera, dá vida e a nutri. É muito lógico e simples. A mulher desse período do matriarcado reverenciava a terra e a deusa, que era a mãe terra.”

Portanto, segundo a origem da dança, somente mulheres dançavam.
É uma questão muito polêmica. A liberdade artística existe e não podemos proibir alguém de executar determinado movimento. Além disso, os movimentos dessa dança são excelentes para trabalhar a região abdominal.

Eu penso que essa dança seja mais feminina, mas já vi alguns homens dançando muito bem, mas não combina muito... achei esquisito. Por serem movimentos tão sensuais, delicados e meigos, acredito que fazem parte, nem combinam com a natureza do corpo masculino. Além disso, o homem não tem ventre, não recebe, não gera, não dá e nem nutri a vida.
Um homem pode aprender os movimentos da dança, (aliás, muitos têm mais facilidade do que as mulheres para executar alguns movimentos) mas isso não quer dizer que esteja dançando, vivendo a dança. Pra mim, dançar é muito mais do que uma simples execução de movimentos.
Mas respeito e admiro muito o homem que a pratica, afinal, como já foi dito, a liberdade artística existe, está aí e ninguém pode proibir ninguém de se expressar seja como for!

Beijnhos e até outra hora!

Leia mais sobre: