Enfim o grande dia!!

Olá fofoletes!!!
Após termos conhecido algumas dicas do que devemos ter em mãos para nossa primeira apresentação, segue um post com dicas de como proceder para que tudo, enfim.... dê certo!!!
Esse artigo foi extraído do site da Khan El Kalili, escrito por Jorge Sabongi.
Boa leitura lindezas!!!

Como garantir que tudo de certo?

Controle a ansiedade... É perfeitamente normal ficar ansiosa antes da primeira apresentação de dança. Afinal ela foi tão esperada. Tantos dias em sala de aula. Tanta correria para chegar no horário e não perder nada do que estava sendo ensinado. Mas é também importante não deixar a ansiedade tomar conta de você. Esta poderá ser a primeira de muitas apresentações, portanto procure se acalmar. Cabeça no lugar para pensar em tudo o que é necessário para uma boa aparição. Você consegue: é só querer.

Evite euforia ... A euforia faz mal e só gera mais euforia. Procure ficar calma. Criar um estado de euforia vai fazer você ficar "ligada" o tempo todo, tensa e consequentemente adquirindo um stress desnecessário. Procure fazer tudo no seu tempo normal. Sem fantasiar como vai ser. Na hora, vai acontecer e pronto.

Não faça um show mais longo do que deveria... Existe uma tendência de quem está iniciando na dança querer fazer um show extremamente longo. Os convidados e amigos chegam até a cansar, pois a bailarina iniciante não conhece o limite ainda. Se ela pergunta ainda: "Querem que eu dance mais uma?"... a resposta sempre vai ser: "Claro... mais um, mais um, mais um ...". Só que esta não é a forma correta de começar. Opte por fazer um show curto e agradável. Cinco ou seis minutos no máximo. Não exagere, pois sua carga de conhecimento ainda não propicia um leque de movimentos suficientes para espaços mais longos. O que pode acontecer é uma sucessão de movimentos repetitivos, gerados pela própria inexperiência.

Não faça nada correndo... Como visto anteriormente prepare tudo com antecedência. Sua roupa, acessórios, maquiagem, CDs, ... deixe tudo organizado um dia antes, e caso lembre que falta algo, anote durante o dia e separe assim que estiver a seu alcance. Para quem perdeu o post com essas dicas é só clicar aqui.

Faça em grande estilo... Não faça seu primeiro show com uma roupa que poderia estar numa banca de liquidação, em qualquer lugar. Faça tudo para ter uma boa lembrança. Trajes simples são para salas de aula. Isso não quer dizer que deva fazer um investimento monstruoso em sua primeira roupa, mas guarde a intenção de escolher esse traje como se fosse o único da sua vida e sendo assim seu cuidado garantirá uma boa escolha em sua primeira vez. Sempre respeitando seus limites de gastos para não se desesperar depois e achar que a dança não é para você em função dos mesmos.

Lembre-se: ainda é uma brincadeira... Antes de entrar para dançar, um minuto antes, lembre-se: "É UMA BRINCADEIRA". Você não está lá para dar um show de técnica. Fazer movimentos miraculosos e contorcer-se ao máximo para impressionar. Está fazendo uma dança para sua satisfação, seu prazer... um presente para você. Não exija demais à ponto de ficar trêmula e achar que não está preparada. Divirta-se, acima de tudo.

Ficar com os nervos inflamados não irá ajudar... Se você fala para si mesma: "Estou nervosa ...". Provavelmente vai ficar mais ainda. É capaz de criar uma espiral de nervosismo que pode até causar um enjôo, ânsia, dor de barriga ou algo pior. Pense sempre: "Estou controlada, procurando ficar tranquila...". Esta é a chave. Direcione as palavras de forma correta para relaxar e criar confiança. Antes de dançar imagine que está na sala de sua casa ou num lugar onde se sente muito relaxada, com esta sensação fresca entre para sua apresentação, dê o melhor de si e o coração fará o resto.

O frio na barriga dura os primeiros 60 segundos, depois passa .... Começou a música, feche os olhos, deseje boa sorte à você, e vá. Aguarde a introdução e durante esses poucos segundos prepare-se internamente. O friozinho acontece, mas você está controlada e em 60 segundos seu metabolismo já estará em equilíbrio novamente. Você vai sentir saudades destes momentos.

Mantenha a "sua" personalidade... A partir deste momento, seja você, mais do que nunca. Evite entrar em rodas de comentários, falar mal de outras bailarinas ou pessoas do meio como se já entendesse tudo. Tem um ditado árabe que diz: "Depois que as palavras saem de sua boca, você já não tem mais domínio sobre elas".

Peça orientação à quem te ensinou... É importante você pedir orientação à quem te ensinou ou a outras bailarinas mais experientes. Os pequenos detalhes, somente quem já passou por isso, pode lhe orientar. Procure saber sobre: de que forma entrar em cena, como fazer as seqüências e também como fazer o encerramento. São coisas simples, mas vão lhe trazer confiança e corrigir possíveis erros.



Estude o que vai fazer em cena... Procure treinar a música que você escolheu para se apresentar. Dance algumas vezes. Faça algumas marcações, mesmo tendo em mente que na hora pode sair algo completamente diferente de tudo daquilo. Mas este exercício é importante para sua familiarização com a música e desenvolver sua criatividade.



Veja o local antes... Se você conhecer o espaço que terá que percorrer antes irá lhe facilitar muito. Vá até o local vazio e imagine-o lotado. Por onde você deverá passar? Qual o melhor lugar para os giros? Onde propicia melhor visibilidade para todo o público ? Por onde vai entrar e por onde vai sair ? Se for um palco: qual a melhor forma de explorá-lo? Que distância ficar da ribalta ? Se existe alguma iluminação específica... Verifique tudo antes, sempre.



Arrume sua roupa com antecedência... Não faça pacotes para levar ao evento. É preferível chegar pronta, alguns minutos antes. Veja também as dicas de horários antes dos shows. Roupa passada, um dia antes. Perfume, maquiagem, cabeleireiro marcado, unhas feitas, tudo com antecedência, como visto anteriormente.

Chegue com o corpo coberto (véu ou abay)... Não chegue ao local com seu traje para desfilar. Seja discreta. Véu transpassado na frente, cobrindo praticamente todo o corpo, ou de preferência um abay (manto). Deixe para aparecer como bailarina somente no momento da dança. Antes, você estará acabando com a magia.

Veja-se dançando em frente ao espelho para corrigir pequenas falhas... Corrija diversas imperfeições assistindo-se diante do espelho. Aberturas de braços, pernas, ondulações, giros e principalmente expressão facial. Seja criteriosa e atente para o rosto tenso. O sorriso deve estar presente nos momentos certos. Não "ligue no automático" e fique a música inteira com "sorriso fixo". Trabalhe a emoção na música. Se você fizer isso todos os dias, em alguns meses poderá corrigir muito e adiantar seus movimentos.

Acredite no que você aprendeu ... Existe uma tendência a alguns minutos antes da primeira apresentação, achar que não sabe nada e dar aquela sensação de "O que estou fazendo aqui?". Calma... relaxe e acredite que se você aprendeu centenas de movimentos, muitos deles vão sair espontaneamente inspirados pela música e sua familiaridade inconsciente que foi construída durante as aulas.

Não pense em cachê.... Esqueça isso, pelo menos neste instante. Você está iniciando algo que ainda está num estágio embrionário. Faz parte do aprendizado. Um bebê não nasce falando. O cachê deve ser um complemento da sua arte, não a primeira condição, principalmente neste estágio.

Humildade sempre... Lembre-se da pureza que é uma criança que está aprendendo a andar. Ela vai cair muitas vezes, vai levantar-se e começar de novo. Tenha a certeza que isso vai fazer parte de seu cotidiano. Não perca essa pureza; mentenha-a desde o primeiro dia. Proponha a si mesma que, independente do que você irá passar no futuro, nada irá tomar conta da sua essência.


Sorriso no rosto... O sorriso é 90% do show (e isso minha professora Lu sempre diz mesmo!!). Rosto tenso, tira o brilho e deixa o público extremamente atento, procurando falhas. Mostre que você realmente está "curtindo" o que está fazendo, sem euforia e exageros. Tranquila e serena.

Treine a reverência... O agradecimento deve ser no tempo exato. Não pode ser curto demais (agradece e sai correndo), nem longo demais (agradece para um lado, para o outro, para traz, para frente, para cima....). Seja sucinta: para um lado e para o outro (dois segundos para cada um, leeentamente ...e só...) saia com leveza, sem correr. Já pensou, tropeçar no meio do caminho, ao sair ? Por isso, caminhe, ande com tranquilidade! Deixe o véu que ficou no chão. Ao sair, solicite alguém para apanhá-lo para você... com toda delicadeza, é claro !

Fotografe o primeiro show.... Guarde as fotos do seu primeiro show. Vão fazer parte de sua história. Quando estiver dançando, não dance para a câmera. Deixe que peguem seus "momentos" durante a dança. Esqueça que ela existe. Veja os resultados no dia seguinte.

Ouça as palmas... Ao agradecer, ouça as palmas... foi para isso que você ensaiou tantas vezes em sala de aula. Seus estudos iniciam-se a partir daqui. Tudo o que você já viu, ainda não arranhou a superfície em dança do ventre. Não deixe a fama subir à cabeça. Não é porque alguém gritou "BRAVO", que você já tornou-se o máximo. Exija de si cada vez mais, a partir de agora!

Deslumbramento... Tenha os pés no chão. Não fantasie em excesso sobre a dança. Procure aprender o que é o correto, o que realmente faz parte da cultura. Cuidado para não enveredar por caminhos que podem lhe criar uma ilusão. Analise sempre com parcimônia e cautela tudo o que se refere a dança. A dança realmente pode fazer muito por você, mas não deixe que o deslumbramento turve seu caminho no futuro.

Cuidado com o estrelismo... A tendência depois dos primeiros aplausos é achar que já se está preparada para tudo o que vier. E isto não é verdade. Vão haver centenas de apresentações como esta primeira, antes de realmente haver um reconhecimento de peso. Achar que agora já é uma profissional é pura ilusão. Não antecipe as coisas. É preciso ter em mente que vão existir dezenas de apresentações depois desta, antes de você poder utilizar a palavra "profissional". Até lá, treine muito, todos os dias... e nunca abandone o aprendizado. Esta é uma fase delicada, e até certo ponto perigosa, que faz parte da carreira de toda bailarina. Não deixe que ela seja prolongada na sua. O antídoto para isso chama-se humildade.
Pratique a Dança do Ventre e descubra-se!!!
Um grande beijo!!! Deixe sua opnião.

Nenhum comentário:

Leia mais sobre: