Os elementos na Dança do Ventre


Olá!!! Você sabe quais são os elementos trabalhados na Dança do Ventre? 
Vamos conhecer?
.

São quatro os elementos trabalhados, sendo: Água, Fogo, Terra e Ar. 
Diferentes instrumentos são utilizados para representar esses elementos, como a espada (Ar), taças (Fogo), bastão (Terra), jarro (Água) entre outros. Os movimentos corporais também trabalham esses elementos, juntamente com os Chakras, já vistos anteriormente.
.

Terra: O elemento Terra é a nossa força de sustentação, de equilíbrio e de realidade. A ligação que o ser humano tem com a Terra é muito intensa, até mesmo na formação de seu corpo, o qual é composto, como a terra, de água, ferro, iodo, cálcio, sódio etc. Gnomos e Duendes são os elementais que simbolizam o elemento Terra. Eles tem a capacidade de captar e absorver a energia do Sol e distribuí-la para todos os seres do planeta. Na dança, a Terra é representada pelas flores, trigo, papoulas e cereais colocados em peneiras e cestas; bastão e batidas de quadril (percussão forte).

Quando há desequilíbrio desse elemento:
Falta - pode levar a pessoa a se sentir desligada do mundo, perder o senso da realidade, sentir-se como se não tivesse nenhum lugar para ficar, sentir falta de contato com o corpo físico. Essa sensação de estar deslocada leva a alguma experiência como transcender os limites da matéria - dedicando-se à vida espiritual. Muitas vezes, faz ignorar os requisitos da sobrevivência do mundo material e a experiência do trabalho duro.

Excesso: causa estreita visão e mudanças vocacionais. O trabalho e o dinheiro dominam a vida da pessoa.


Exercícios para equilibrar o elemento Terra.
- coreografia com música de batuques e sons primais e, em sequência, sons melodiosos;
- cestas e peneiras com frutos e flores encenam e saúdam o elemento terra;
- andar na terra, massagear os pés.



O elemento terra em equilíbrio reforça o nosso senso de realidade e nos proporciona vitalidade e equilíbrio.

Abaixo um trecho do espetáculo "Pentagrama" realizado em 2005 no Rio de Janeiro. Direção de Shakty Shala.





Água: O elemento água, como todos os outros, está presente em nosso corpo físico, fazendo parte do sangue, do suco gástrico, da saliva, enfim, de tudo o que se refere aos líquidos e às mucosas. Os elementais da Água são as ondinas ou sereias. O ponto máximo de energia das ondinas (água doce) ocorre nas cachoeiras e cascatas. As sereias são elementais de água salgada. Na dança a Água é representada principalmente pelo jarro e movimentos ondulatórios.



Quando há desequilíbrio desse elemento:
Falta: debilita a intuição e causa apego exagerado à matéria e à razão, levando à falta de solidariedade e ao egoísmo.

Excesso: torna as pessoas encharcadas de emoção, trazendo sentimentos contraditórios e torna difícil sair dos problemas emocionais.

Exercícios para equilibrar o elemento Água.
- danças e coreografias em cachoeiras ou cascatas, na praia, no mar ou mesmo em piscinas, evocando o elemento água. Ondulações, imitando o nadar das sereias.

O elemento água em equilíbrio além de proporcionar ao corpo físico, hidratação, limpeza e purificação, facilita o fluxo das emoções e permite e clarividência.

Abaixo um trecho do espetáculo "Pentagrama" realizado em 2005 no Rio de Janeiro. Bailarina e direção de Shakty Shala.




Fogo: A descoberta do fogo tirou o homem da escuridão. Desde a mais remota antigüidade, os povos da Terra reverenciavam seus deuses em rituais e cerimônias que utilizavam o fogo. As salamandras são os elementais que simbolizam essa energia. O elemento fogo exerce influência no ser humano através do calor interno e externo do corpo, fazendo-o vibrar internamente e impulsionando-o tanto para construir como para destruir. Na dança, é representado pelos castiçais e velas ofertadas à Deusa.

Quando há desequilíbrio desse elemento:

Falta: causa digestão deficiente, falta de ânimo e da alegria de viver. Isso leva a não confiar na vida.

Excesso: causa muita atividade, intranquilidade, não consegue relaxar; consome-se em sua própria energia. Impulsividade e excesso de confiança. Egocentrismo no contato com os outros.

Exercícios para equilibrar o elemento Fogo.
- coreografias feitas com velas, castiçais e tochas
- dançar em volta da fogueira;
- respiração envolvendo ondulações no Plexo Solar.

O elemento fogo em equilíbrio proporciona iniciativa, dinamismo, coragem, dedicação e energia.

Abaixo um vídeo da Dança das Taças com alunas da professora Christina Cordeiro do Studio Nefertari.




Ar: Esse elemento só é percebido por nós através de uma brisa que brinca com nossos cabelos, de uma ventania que derruba as folhas de uma árvore, mas, na realidade, ele está sempre nos envolvendo. Através do Ar, é feita a oxigenação do nosso organismo e a renovação de cada célula de nosso corpo. Os elementais do Ar são os silfos e fadas. As fadas habitam os jardins, bosques e florestas. Os silfos são energias invisíveis, cuja concentração se dá no cume das montanhas. Na dança, o Ar é representado por incensos, espadas, snujs e véus usando muitos giros.

Quando há desequilíbrio desse elemento:
Falta: é grave, pois é o ar que capacita a pessoas a se ajustar facilmente a novas idéias, a mudanças e aos tipos de pessoas. Ocasiona dificuldade de refletir a sua vida e o seu eu. Causa preocupação material.

Excesso: leva a idéias exageradas. Falta chão e a mente torna-se demasiadamente ativa, podendo ocasionar reações violentas. A cabeça não pára e, sem reflexão, há uma paralisia da vontade. Desordens psicológicas acontecem, pois a mente foge da realidade. Fora do contato do que é possível, os planos ficam apenas na cabeça.

Exercícios para equilibrar o elemento Ar.
- coreografias feitas acendendo incensos, florais, aromas que incentivam o olfato e a intuição;
- danças com véus esvoaçantes, turquesa de preferência;
- respiração e mantras.

O elemento ar em equilíbrio acentua sua intuição, proporciona saúde e purificação para o corpo.

Abaixo um trecho do espetáculo "Pentagrama" realizado em 2005 no Rio de Janeiro. Direção de Shakty Shala.




 
Um grande beijo!!
Até mais!!

Nenhum comentário:

Leia mais sobre: